Loading

Pré-aviso de Greve - Armazém DIA Portugal de Valongo - Greve Trabalho Suplementar - 1 de Janeiro a 30 de Junho
Pré-Aviso de Greve - Dia Portugal Armazé
Adobe Acrobat Document 62.8 KB
Pré-aviso de Greve - Armazém DIA Portugal de Vialonga - Greve Trabalho Suplementar - 1 de Janeiro a 30 de Junho
Pré-Aviso de Greve - Dia Portugal , Arm
Adobe Acrobat Document 64.6 KB
Pré-aviso de Greve - Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Famalicão - 27 e 28 de Janeiro
Pre aviso de Greve Sta Casa da Misericór
Adobe Acrobat Document 75.3 KB
Pré-aviso de Greve - Santa Casa da Misericórdia de Idanha-a-Nova - 29 de Janeiro
Pré aviso de Greve - Santa Casa da Miser
Adobe Acrobat Document 73.6 KB

Insistência no Banco de Horas no Centro Hospital São Francisco

 

Um ano depois da grande resposta dada pelos trabalhadores do Centro Hospitalar S. Francisco ao recusarem a implementação do banco de Horas votando NÃO no referendo, vem agora o Conselho de Administração (CA) tentar repetir o referendo para novamente tentar implementar um Banco de Horas Grupal.

 

Os problemas de gestão do Centro Hospitalar S. Francisco não se resolvem aumentando a duração da jornada de trabalho diária e com mais desregulação dos horários de trabalho!

 

O que o Centro Hospitalar S. Francisco precisa é de contratar mais trabalhadores e pagar o trabalho suplementar conforme o Contrato Colectivo de Trabalho!

 

+Informações

Os trabalhadores do comércio a retalho de Torres Vedras exigem a revisão da tabela salarial para 2022

 

Na proposta patronal entregue ao Sindicato na última reunião, os trabalhadores estão com mais de metade da tabela salarial (até ao Nível 8) absorvida pelo Salário Mínimo Nacional (705€).

 

O CESP exige que ACIRO tome opções que promovam a recuperação do poder de compra da população, e a melhoria dos salários dos trabalhadores do comércio de Torres Vedras.

 

Iremos também apresentar uma contra proposta que dignifique o trabalho e os trabalhadores, valorizando as carreiras profissionais e as competências adquiridas.

 

+Informações

Reunião com a DHL

 

Realizou-se no dia 17 de Janeiro, a reunião com a Direcção para a discussão do Caderno Reivindicativo dos Trabalhadores dos Armazéns da DHL Supply Chain para 2022. 

 

Proposta Patronal:

  • Entrada = 705€ (SMN) 
  • + 1 ano = 717€ (SMN + 12€)
  • + 5 anos = 727€ (SMN + 22€)
  • + 10 anos = 737€ (SMN + 32€) 
  • + 15 anos = (Sem Proposta) 
  • + 20 anos = (Sem Proposta)
  • Subsídio de Alimentação = + 1,3%/mês

 

Foi com a luta que a empresa avançou com a proposta já para Janeiro, embora insuficientes para responderem à valorização dos salários que o distancie do Salário Mínimo Nacional.

 

+Informações

Prossegue a negociação do CCT da Associação Portuguesa de Mutualidades onde o Montepio Rainha D. Leonor está filiado.

 

É um processo difícil, mas estamos determinados a conseguir um CCT que permita a actualização dos salários e melhoria dos direitos dos trabalhadores.

 

No entanto, em 2016, o Montepio Rainha D. Leonor assumiu perante os trabalhadores que, enquanto não existisse um CCT para as Mutualidades, aplicaria o CCT das Instituições Particulares de Solidariedade Social.

 

Como o Montepio não está a cumprir com a sua palavra (actualização salários, pagamento subsídio de turno, pagamento diuturnidades, férias, etc.), iremos entregar um abaixo assinado a exigir o imediato cumprimento do compromisso assumido ou teremos de ponderar outras formas de luta, estando em cima da mesa todas as possibilidades.

 

+Informações

Revisão ACT Brisa 2022

Envio de proposta

 

90€ de aumento mínimo para todos os trabalhadores

5% aumento nas cláusulas de expressão pecuniária

 

Os trabalhadores da Brisa exigem ver reflectidos nos seus vencimentos o esforço da contribuição prestada no desenvolvimento da empresa e para as brutais mais-valias realizadas pelos principais accionistas.

 

Proposta de revisão

A FALTA PARA A TOMA DA VACINA DO COVID-19 É JUSTIFICADA E REMUNERADA

 

O trabalhador tem direito a receber a remuneração de acordo com os artigos 249º n.º 2 al. d) e 255º n.º 1 do Código de Trabalho.

 

Ora esta falta é motivada por impossibilidade de prestar trabalho devido a facto não imputável ao trabalhador e assim sendo o período de ausência ao trabalho, por toma da vacina contra o COVID-19, tem necessariamente de ser considerado justificada e sem perda de retribuição.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS CGTP-IN:

Dois pesos e duas medidas: Para as empresas há apoios financeiros, para os trabalhadores e suas famílias há degradação das condições de trabalho e de vida (Thu, 20 Jan 2022)
>> Read More

Conclusões da Reunião do Conselho Nacional da CGTP-IN (Thu, 13 Jan 2022)
>> Read More

É preciso garantir os direitos dos trabalhadores em teletrabalho. (Fri, 07 Jan 2022)
>> Read More

Subida dos preços exige robusto aumento dos salários (Wed, 05 Jan 2022)
>> Read More

Apoio às famílias a 100%, sem exclusões! (Mon, 20 Dec 2021)
>> Read More

ÚLTIMAS NOTÍCIAS ACÇÃO E LUTA:

Administração da MEDWAY/MSC sem propostas (Mon, 24 Jan 2022)
>> Read More

Agendadas as reuniões de conciliação na CarrisTur e CarrisBus (Mon, 24 Jan 2022)
>> Read More

Centro Hospitalar São Francisco: Diz não ao banco de horas (Mon, 24 Jan 2022)
>> Read More

Salários líquidos dos trabalhadores da Administração Pública diminuíram em Janeiro (Mon, 24 Jan 2022)
>> Read More

Trabalhadoras em greve fazem piquete à porta da CURPIC (Mon, 24 Jan 2022)
>> Read More


Aplicação CESP para telemóveis

Digita o endereço abaixo no navegador do seu telemóvel ou fotografa o QR Code com o leitor de código de barras do teu aparelho:

http://app.vc/cespsindicato


Garante os teus direitos. Sindicaliza-te

Tel: 222 074 200

Fax: 222 037 674

Folheto
LUPA FINAL.jpg
JPG Image 549.9 KB
CGTP-IN
Garante os teus direitos. Sindicaliza-te

Contactos CESP
CESP Notícias
Interjovem - CESP Jovem