DHL sem proposta de Ajudas de Custo aos trabalhadores

 

Na última reunião no dia 19 de Setembro com a DRH da DHL Supply Chain, a empresa apenas se comprometeu a “analisar a possibilidade de aumentos salariais para 2023”.

 

Nos últimos meses, os trabalhadores da DHL têm vindo a perder poder de compra e o seu salário mal chega ao final do mês.

 

O CESP - Sindicato dos Trabalhadores do Comércio e Serviços, já marcou plenários de trabalhadores para decidir acções de luta.

 

+Informações

Os Trabalhadores da Brisa exigem:

 

  • Aumento geral dos salários/90€ para todos os trabalhadores ainda neste ano;
  • Reposição do poder de compra perdido;
  • Melhor e mais justa distribuição do rendimento.

 

+Informações

MONTEPIO RAINHA D. LEONOR NÃO CUMPRE COMPROMISSOS QUE ASSUMIU COM OS TRABALHADORES

 

A Instituição assumiu com o CESP e com os trabalhadores que iria aplicar o Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) enquanto não existisse um outro CCT.

 

No entanto, o Montepio Rainha Dona Leonor nunca cumpriu com este compromisso.

 

Pelo contrário, as sucessivas direcções têm cortado direitos aos trabalhadores contribuindo deste modo para deteriorar as condições de trabalho na Instituição e reduzir os rendimentos dos trabalhadores ao seu serviço.

 

+Informações

MUTUALISTAS QUEREM RETIRAR DIREITOS!

SOLIDARIEDADE NÃO CHEGA AOS TRABALHADORES!

 

O CESP nos últimos anos tem desenvolvido esforços para negociar um Contrato Colectivo de Trabalho (CCT) com a APM – Associação Portuguesa de Mutualidades, com o objectivo de melhorar as condições de trabalho e de vida do sector.

 

Com o desenvolvimento do processo negocial verificou-se que a APM pretendia, através da negociação do novo CCT, agravar e tornar permanente o corte de direitos aos trabalhadores.

 

Vamos demonstrar a nossa indignação e dar uma resposta adequada a esta postura inaceitável das Associações Mutualistas.

 

Vamos exigir a aplicação imediata do Contrato Colectivo das IPSS!

 

+Informações

ABAIXO AS INJUSTIÇAS!

TRABALHO E SALÁRIO DIGNO PARA AS MISERICÓRDIAS!

 

Os trabalhadores a exercer funções nas Santas Casas da Misericórdia sentem na pele, todos os dias, as situações gravosas de desigualdade e discriminação de que são alvo no que concerne a condições de trabalho e remunerações face aos trabalhadores das IPSS.

 

Urge, pois, regulamentar o sector, com a publicação da Portaria para as Condições de Trabalho que a Ministra já prometeu, de forma a melhorar as condições de trabalho destes Trabalhadores.

 

+Informações

Ministério do Trabalho impede aumentos salariais para os Trabalhadores dos Postos de Combustível e Parques de Estacionamento

 

O CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal negociou, quer no ano de 2020, quer no ano de 2022, aumento de salários para os Trabalhadores dos Postos de Combustível e Parques de Estacionamento.

 

Ainda que aquém do que os trabalhadores precisam e muito menos do que as empresas podem pagar, o CESP tem vindo a negociar este Contrato Colectivo de Trabalho (CCT).

 

O Ministério de Trabalho decidiu boicotar esta publicação, com o argumento de que a ANAREC (Associação Nacional de Revendedores de Combustível) não tem no seu âmbito as empresas de parques de estacionamento.

 

+Informações

CESP garante melhoria de direitos para os seus associados na Autoestradas do Atlântico/Geira

 

A insistência e luta para que os trabalhadores das Autoestradas do Atlântico/Geira e sindicalizados no CESP tivessem voz activa na defesa de melhores direitos e salários teve por fim o desfecho mais aguardado.

 

No passado dia 26 de Agosto, foi finalmente assinado a adesão do CESP à convenção colectiva existente.

 

+Informações

Novos salários no comércio a retalho de Setúbal a partir de 1 de Junho de 2022

 

O CESP chegou a acordo com a Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal e com a Associação do Comércio, Indústria e Serviços do Barreiro e Moita, para revisão do Contrato Colectivo de Trabalho para os trabalhadores do comércio retalhista do Distrito.

 

Tabela Salarial

Accenture dá o tratamento do silêncio aos trabalhadores

 

Como decidido no plenário de trabalhadores em Junho, o CESP fez um pedido de reunião para discutir as reivindicações dos trabalhadores aprovadas em plenário.

 

A Accenture, como habitual, apenas ofereceu o seu silêncio. Mas os trabalhadores têm que ser valorizados!

 

Este ano, a empresa já distribuiu 1.6$ mil milhões em dividendos aos seus accionistas.

 

Isto é riqueza criada pelos trabalhadores, à custa do seu tempo, saúde mental e que não entra no seus bolsos.

 

+Informações

Nova tabela salarial no comércio a retalho de Leiria com efeitos a 1 de Junho de 2022

 

Está concluído o processo de negociação do Contrato Colectivo de Trabalho para os trabalhadores do comércio retalhista de Leiria.

 

Houve revisão da tabela salarial e de outras matérias pecuniárias, que tem efeitos a partir de 1 de Junho de 2022.

 

Tabela Salarial

Grande participação dos Trabalhadores da EMEL no abaixo assinado entregue na CML!

 

 

Trabalhadores do Parque de Rebocados (equipas nocturnas) aprovam Greve ao trabalho extraordinário.

 

+Informações

Direcção da União Mutualista Nossa Senhora da Conceição adia a resposta às reivindicações

 

Em Maio, o CESP reuniu com a Direcção da UMNSC para apresentar as reivindicações dos trabalhadores da instituição.

 

Desta, saiu o compromisso de até ao final de Junho serem corrigidas as irregularidades.

 

Após a greve de 7 de Julho, a que todas as trabalhadoras do SAD aderiram, a Direcção da UMNSC afirmou não ter disponibilidade para reunir com o CESP, não aceitou nenhuma das datas propostas e adiou as respostas para Setembro.

 

A Direcção da UMNSC remete para um novo Contrato Colectivo de Trabalho, que se encontra em negociação entre sindicatos e a RedeMut.

 

Mas este ainda não se encontra publicado, e o CESP não aceita negociar perda de direitos, pelo que aos trabalhadores da instituição mantem-se a aplicação do que se encontra em vigor.

 

+Informações

Publicado o Aviso de Projecto de Portaria, é agora urgente garantir a publicação da PCT para que todos os trabalhadores administrativos possam ver os seus salários aumentados.

 

Depois de muita insistência, por parte do CESP, junto dos Serviços do Ministério do Trabalho e da Ministra, foi publicado no BTE n.º 16 de 08/07/2022 o aviso de projecto da portaria que actualiza os rendimentos de muitos milhares de trabalhadores administrativos. A publicação do referido aviso peca por tardio.

 

Publicado o Aviso de Projecto de PCT, é agora urgente que o Governo garanta a publicação da PCT durante o mês de Agosto.

 

Da mesma forma se exige que no último trimestre de 2022 seja constituída a comissão técnica para garantir a revisão da PCT para o ano de 2023 com efeitos a Janeiro.

 

Tabela Salarial

El Corte Inglés em Portugal com lucros de 17 milhões de euros em 2021

 

O El Corte Inglés procedeu a pequenas revisões internas dos salários dos trabalhadores.

 

Revisões essas que deixaram a maioria dos trabalhadores com salários muito baixos.

 

A empresa utiliza um conjunto de critérios, sobretudo as avaliações de desempenho, para discriminar, diferenciar e não valorizar os salários e as carreiras dos trabalhadores.

 

Estamos a sofrer, diariamente, com o aumento brutal do custo de vida e a acelerada degradação das condições de vida!

 

+Informações

É urgente a revisão do CCT das empresas de distribuição e a melhoria dos salários

 

A tabela salarial que se aplica a todos os trabalhadores das empresas de distribuição não é revista desde 2016.

 

A APED – Associação Patronal das Empresas de Distribuição, na sua última proposta de revisão entregue na reunião de 7 de Março de 2022, apresenta uma proposta que não valoriza as carreiras dos trabalhadores.

 

Ou seja, a proposta dos patrões é mais do mesmo, desvalorizar a carreira de todos os trabalhadores e continuar a possibilitar a discriminação de trabalhadores em todos os locais de trabalho.

 

Há condições para aumentar os salários e valorizar as carreiras profissionais de todos os trabalhadores.

 

O aumento do custo de vida e a perda de poder de compra dos trabalhadores contrastam com os resultados anunciados pelas empresas de distribuição.

 

+Informações

Hospital da Luz (des)investe nos trabalhadores

 

O CESP reuniu com a empresa para negociar o Caderno Reivindicativo.

 

A empresa, apesar de ter tido 16,6 milhões de lucro, manteve a postura de não valorizar os trabalhadores, nem dignificar as suas carreiras, adquiriu novos aparelhos que em alguns casos não são utilizados por falta de trabalhadores.

 

O CESP reafirma todas as reivindicações apresentadas.

 

+Informações

Greve dos trabalhadores da Worten e DHL de Azambuja

22 e 29 de Julho

 

Entre as 10h e as 11h, os trabalhadores dos armazéns da Worten (Plaza 2) e DHL (Plaza 1) de Azambuja vão estar em Piquete de Greve junto aos torniquetes.

 

Os trabalhadores exigem:

  • Aumento dos salários em 90€ (3€/dia)
  • Melhor e mais justa distribuição do rendimento

 

+Informações

Projecto Challenge na ITX causa muitas dúvidas ao CESP

 

Empresa não nos deu garantias que as comissões agora integradas no salário base serão sempre somadas aos valores dos salários contratuais, mantendo a diferenciação do Salário Mínimo Nacional.

 

Há relatos de trabalhadores que receberam menos em Junho do que vinham recebendo desde os aumentos salariais no início do ano e tal não pode suceder.

 

Vamos continuar a realizar plenários e a intensificar a luta, exigindo a resolução de todos os problemas e a uniformização do valor do Subsídio de Alimentação.

 

+Informações

Associação do Comércio do Concelho de Mafra bloqueia negociação

 

Desde 2018 que esta associação insiste em não negociar o Contrato Colectivo de Trabalho para os trabalhadores do comércio retalhista deste concelho.

 

O CESP solicitou um pedido de reunião para o passado dia 14 de Junho, mas não houve interesse da associação patronal em reunir com os representantes dos trabalhadores.

 

Tendo em conta a falta de “tempo” da Associação para seguir com a negociação, o CESP vai solicitar de imediato reunião à DGERT de forma a poder negociar o CCT deste concelho.

 

+Informações

DIA Portugal pretende avançar com despedimento colectivo

 

Após a tomada de conhecimento da intenção da empresa Dia Portugal em encerrar duas dezenas de loja e em efectuar um despedimento colectivo de cerca de duas centenas de trabalhadores, a comissão sindical do CESP vem por este meio informar todos os sócios e trabalhadores da sua posição sobre esta matéria.

 

Que não haja dúvidas que o CESP está ao lado dos trabalhadores na defesa do emprego com direitos, pela valorização do trabalho, pela estabilidade e pelo desenvolvimento da vida profissional nos locais de trabalho!

 

Não iremos negociar indemnizações ou cartas para subsídio de desemprego, iremos defender cada trabalhador e cada posto de trabalho!

 

Já solicitámos uma reunião ao Ministério do Trabalho para que, mesmo que essa não seja a vontade de outros, possamos ter o máximo de influência neste processo e na defesa dos interesses dos trabalhadores! 

 

A todos os trabalhadores apelamos à unidade e à resistência, em defesa dos postos de trabalho!

 

Pelo futuro de todos e de cada um, pelo futuro de uma empresa que pode e deve garantir um serviço de excelência aos clientes, garantindo a dignidade e valorizando o papel dos seus trabalhadores.

 

+Informações

Lidl penaliza Trabalhadores

 

Os trabalhadores são penalizados e descriminados através das avaliações e na atribuição dos prémios, faltam vigilantes e trabalhadores da limpeza nas lojas e armazéns e os trabalhadores exigem o fim da obrigatoriedade de utilização dos auscultadores.

 

A Lidl exige atestado médico mensal para amamentação e continua a condicionar a vacinação dos trabalhadores.

 

Só com a luta dos trabalhadores serão conseguidas respostas às suas reivindicações!

 

Para isso é fundamental que os trabalhadores se sindicalizem e reforcem a justa luta pela melhoria das condições de trabalho e de vida!

 

+Informações

É urgente melhorar as condições de trabalho na Primark

 

O CESP reuniu com a empresa para debater várias questões que preocupam e afectam os trabalhadores, nomeadamente:

  • Pagamento do Trabalho prestado em dia feriado
  • Organização do Tempo de Trabalho e Descanso Semanal
  • Horários de trabalho vs. horário de refeição
  • Tempo inteiro vs. tempo parcial
  • Carreiras Profissionais

 

+Informações

Trabalhadores da EMEL exigem que Presidente da CML passe das palavras aos actos!

 

Os trabalhadores reunidos em Plenário, no passado dia 1 de Julho, decidiram apresentar um abaixo-assinado ao Presidente da CML, expondo o seu desagrado face à continuação do jogo do empurra entre ambas as entidades.

 

No decorrer deste ano iremos também iniciar a discussão de um novo Caderno Reivindicativo, que não irá deixar cair as justas propostas que ainda não foram aprovadas pelo CA da EMEL, bem como, acrescentar aquelas que venham a ser aprovadas nos próximos Plenários.

 

+Informações

Plenário de Trabalhadores na Accenture

 

No plenário no passado dia 28 de Junho, os trabalhadores elegeram um novo delegado sindical e aprovaram as suas reivindicações:

  • 90€ de aumento para todos os trabalhadores;
  • Redução para as 35h semanais, sem perda de salário;
  • Fim da discriminação nos bónus;
  • Disponibilidade do transporte da empresa para todos, todos os dias,
  • Discussão entre empresa e trabalhadores sobre o teletrabalho;
  • Reconhecimento e valorização da função de analista;
  • Soluções apropriadas para a manutenção da saúde mental;
  • Melhor comunicação com o departamento de RH.

 

Após o plenário, o CESP exigiu reunir com a Accenture.

 

+Informações

Science4you brinca com a vida e a saúde dos trabalhadores

 

No dia 1 de Julho, no final do plenário, os trabalhadores da Empresa Trabalho Temporário (ETT) ao serviço da Science4you foram "dispensados" por mensagem (SMS), promovendo a precariedade no sector.

 

O CESP denunciou esta ilegalidade à Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) e exigiu que a todos os trabalhadores da ETT que ocupam um posto de trabalho permanente, deve ser atribuído um vínculo de trabalho efectivo.

 

Vamos continuar as acções de denúncia à porta da empresa e denunciar estas situações junto da Assembleia Municipal de Loures e junto da Assembleia da República Portuguesa.

 

+Informações

A DHL não respeita os direitos dos trabalhadores

 

No Plaza 1 está a ser retirado o direito à saúde, direito esse que transitou na passagem de empresa.

 

Os trabalhadores exigem:

  • Retoma das consultas de medicina curativa já e para todos os trabalhadores;
  • Fim da repressão exercida pela supervisão e direcção;
  • Fim das alterações dos horários sem consentimento por escrito dos trabalhadores.

 

+Informações

Publicado o CCT para o Comércio Retalhista da Região Oeste

  

Aumentos salariais a vigorar a partir de 1 de Janeiro de 2022

 

Concluídas as negociações com a ACIRO (Associação Comercial, Industrial e Serviços da Região Oeste). O CESP conseguiu aumentos salariais, ainda que insuficientes. É preciso a união dos trabalhadores para conseguir maiores aumentos e direitos.

 

Tabela Salarial

Rádio Popular em Loures não cumpre com os direitos dos trabalhadores

 

Após realização do Plenário de Trabalhadores com o seu sindicato de classe, no passado dia 14 de Junho, onde foram referidas várias situações que ocorrem no local de trabalho, o CESP e os trabalhadores solicitam que a empresa tome medidas de forma a se resolverem os problemas.

 

Caso a empresa não responda às questões levantadas pelos Trabalhadores, estes decidiram avançar com Piquete de Greve já no próximo dia 7 de Julho.

 

+Informações

 Concentração dos trabalhadores da Worten de Azambuja

7 de Julho

 

A partir das 10h, os trabalhadores do armazém da Worten de Azambuja vão estar concentrados em greve à porta da loja Worten das Amoreiras, em Lisboa.

 

Os trabalhadores exigem:

  • Aumento dos salários em 90€ (3€/dia)
  • Melhor e mais justa distribuição do rendimento

 

+Informações

É urgente a revisão do CCT e a melhoria dos salários no Pingo Doce

 

A tabela salarial que se aplica a todos os trabalhadores das empresas de distribuição não é revista desde 2016.

 

A APED – Associação Patronal das Empresas de Distribuição, na sua última proposta de revisão do Contrato Colectivo de Trabalho entregue na reunião de 7 de Março de 2022, apresenta uma proposta que não valoriza as carreiras dos trabalhadores.

 

A proposta dos patrões é mais do mesmo!

 

Desvalorizar a carreira de todos os trabalhadores e continuar a possibilitar a discriminação de trabalhadores em todos os locais de trabalho.

 

Em 2021, os lucros da Jerónimo Martins aumentaram 48,3%, para 463 milhões de euros.

 

Há condições para aumentar os salários e valorizar as carreiras profissionais de todos os trabalhadores.

 

+Informações

Concentração dos trabalhadores da Brisa 14 de Junho

 

A partir das 8h, os trabalhadores da Brisa vão estar na portagem de Carcavelos.

 

Os trabalhadores exigem:

  • Aumento dos salários em 90€ (3€/dia)
  • Melhor e mais justa distribuição do rendimento

 

+Informações

Lidl condicionou ilegalmente vacinação à COVID-19

 

Após intervenção do CESP junto da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) foi provado que a Lidl violou as disposições legais na medida em que não promoveu a vacinação gratuita dos trabalhadores e não obedeceu às recomendações da DGS, relativo à protecção da segurança e saúde dos trabalhadores contra os riscos resultantes da exposição a agentes biológicos durante o trabalho.

 

Com esta ilegalidade, a Lidl demonstra uma vez mais que os lucros são mais importantes de que a saúde e segurança dos seus trabalhadores e familiares.

 

O CESP e os trabalhadores exigem que a Lidl pague de imediato as faltas ao trabalho pela toma da vacina COVID-19.

 

+Informações

Trabalhadores da DIA Portugal exigem ser ouvidos!

 

Dia 9 de Junho iremos começar a recolher um abaixo-assinado em todos os locais de trabalho, que reflicta e dê força às reivindicações dos trabalhadores, pela justiça e pela dignidade de todos na Dia Portugal!

 

Assina e divulga o abaixo-assinado com os teus colegas!

 

+Informações

Greve dos trabalhadores da DHL Supply Chain no dia 15 de Junho

 

Piquetes e Concentração dos trabalhadores da DHL:

  • A partir das 10h frente do Armazém da Sonae na Azambuja
  • A partir das 14h frente do Armazém da Auchan em Vila Nova da Rainha

 

Os trabalhadores exigem:

  • Aumento geral dos salários em 90€ (3€/dia);
  • Aumento do subsídio de alimentação em 1€/dia;
  • Não penalização dos prémios com critérios discriminatórios.

 

+Informações

Acções de Luta na Lidl nos dias 17 e 20 de Junho

 

A Lidl penaliza e discrimina trabalhadores através das avaliações.

 

Não podemos aceitar esta postura da empresa/chefias de avaliar os trabalhadores, não pelo seu trabalho, mas por amizades ou outra razão que não depende do trabalho.

 

Se sentes que estás a ser prejudicado nas avaliações, contesta a tua avaliação por escrito e exige esclarecimentos sobre ela.

 

+Informações

GREVE trabalhadores EMEL - 9 de Junho

 

Trabalhadores da EMEL não cedem nem aceitam o jogo do empurra entre o CA da EMEL e a CML e decidem por unanimidade a marcação de nova greve para dia 9 de Junho.

 

A força duma grande paralisação fez-se sentir e far-se-á sentir de novo!

Os trabalhadores não desistem nem cedem na luta por uma negociação que os valorize como consideram ser justo, necessário e possível!

 

+Informações

GREVE Armazéns Worten dia 3 de Junho

 

Contra o agravamento do custo de vida devido ao aumento acentuado do preço dos bens essenciais, da energia e dos combustíveis, o que torna os salários cada vez mais “curtos” em relação ao final do mês.

 

Não podemos permitir o empobrecimento de quem trabalha! 

Exigimos o aumento dos salários já!

 

+Informações

Plenário de trabalhadores EMEL 

25 de Maio -  Concentração – 15h Paços do Concelho - frente à CML

 

Nos Plenários realizados no passado dia 19, com a participação de mais de 200 trabalhadores, decidiram que não ficam parados enquanto aguardam resposta da CML e vão levar até à sua porta o seu descontentamento, a sua força e a sua voz.

 

Os trabalhadores vão exigir a responsabilidade da tutela através da realização de Plenário com saída à rua, com concentração nos Paços do Concelho, em frente à CML, no próximo dia 25 de Maio, pelas 15h, à mesma hora em que decorre a Reunião Pública de Câmara. 

 

+Informações

90€ para todos os trabalhadores: A luta dos trabalhadores da Brisa é para continuar

 

É urgente a reposição do poder de compra perdido dos últimos anos.

 

Por uma sociedade melhor e mais justa, o CESP reitera ser necessário aumentar os salários em 90€ para todos os trabalhadores.

 

+Informações

No El Corte Inglés, até os períodos de férias são impostos! Não há respeito pela vida familiar e pessoal dos trabalhadores!

 

No passado dia 5 de Abril, o sindicato esteve reunido com os RH da empresa afim de dar a conhecer o descontentamento dos trabalhadores da loja de Lisboa com o Mapa de Férias imposto.

 

Foi entregue nos RH um abaixo-assinado contra a imposição dos períodos de férias.

 

Foi feito o apelo à empresa que altere este procedimento e respeite as necessidades e preferências dos trabalhadores.

 

Valorizar que na loja de Vila Nova de Gaia esta situação já não acontece graças à luta dos trabalhadores e do seu sindicato.

 

+Informações

Science4you mantém fórmula de baixos salários

 

Na reunião de dia 10 de Maio, a empresa Science4you recusou a proposta de aumento salarial apresentada pelo CESP. 

 

Consideram os trabalhadores que, já deram tempo demais à administração, mas em troca receberam como resposta uma mão cheia de nada, pelo que a luta tem de ser o caminho a tomar com firmeza e em unidade!

 

Nas principais reivindicações dos trabalhadores estão o aumento dos salários, a progressão e valorização das carreiras, a eliminação da precariedade, melhores condições de trabalho, entre outras, são estas as razões que levam os trabalhadores à luta.

 

+Informações

Grande adesão à GREVE na EMEL

 

A greve dos trabalhadores da EMEL realizada no passado dia 6 de Maio pelo CESP teve uma forte adesão, comprovando o enorme descontentamento dos trabalhadores perante a falta de resposta do Conselho de Administração (CA) às propostas de aumento salarial e outras no Caderno Reivindicativo que são mais que justas.

 

Essa insatisfação ficou bem demonstrada, com uma adesão acima dos 90% nos sectores operacionais da empresa.

  

Na sequência da greve, o CESP solicitou uma reunião de urgência ao CA da EMEL ao qual daremos conta do seu resultado nos Plenários de Trabalhadores que se irão realizar no próximo dia 19 de Maio.

 

+Informações

Produtos Farmacêuticos e Químicos (Sul): Novos Salários e Subsídios com efeitos a 1 de Janeiro de 2022!

 

O CESP chegou a acordo para revisão dos salários e subsídios para o ano de 2022, conseguindo o aumento de todas as cláusulas de expressão pecuniária e de todos os níveis da tabela salarial.

 

Todos os valores têm efeitos retroactivos a 1 de Janeiro de 2022.

 

Foi ainda decido requerer a Portaria de Extensão para que os salários e subsídios acordados se apliquem a todos os trabalhadores das empresas grossistas de produtos químicos.

 

Podes contar com o teu Sindicato na Luta e na Defesa dos Direitos dos Trabalhadores!

 

Tabela Salarial

GREVE na EMEL 6 de Maio pelo aumento dos salários!

 

Exigimos:

  • Aumento de 90€ no salário de todos os trabalhadores;
  • Atribuição de Diuturnidades no valor de 40€;
  • 25 dias úteis de férias e dispensa no dia de Aniversário;
  • Subsídio de refeição no valor de 8,50€/dia;
  • Atribuição de um subsídio de penosidade no valor de 80€; 
  • Aumento do subsídio de transporte de valores e do subsídio de turno.

 

+Informações

Greve dos trabalhadores dos Armazéns da Worten no dia 6 de Maio

 

Os Trabalhadores exigem:

 

  • Aumento de 90€/mês (3€/dia) para todos os trabalhadores e o aumento em 1€/dia o Subsídio de alimentação;
  • Valorização dos trabalhadores, das suas carreiras e qualificações adquiridas;
  • Contra o Banco de Horas e a desregulação dos horários de trabalho.

 

+Informações

Na Worten, diz Não ao trabalho de borla! Diz Não ao Banco de Horas!

 

A Worten pretende aplicar o Banco de Horas Grupal através da realização de um referendo de 5 a 9 de Maio.

 

É vergonhoso e inaceitável que empresa ataque os direitos de maternidade. Trabalhadoras que forem mães para terem dispensa necessitam apresentar atestado todos os meses para provar que estão a amamentar.

 

DE 5 A 9 DE MAIO, VOTA NÃO!

 

+Informações

Trabalhadores da DIA Portugal exigem respeito e a valorização do seu trabalho

 

Terminadas as negociações do Caderno Reivindicativo, verificamos que a DIA Portugal não quis ir ao encontro da proposta dos trabalhadores.

 

A empresa continua a impor uma política de baixos salários, de continuidade da discriminação salarial, de desvalorização dos subsídios de refeição, das carreiras profissionais e da antiguidade de todos os trabalhadores no nosso país.

 

É hora de dizer basta!

 

Façamos dos próximos meses, meses de luta em todo o país e em todos os locais de trabalho!

 

No 1º de Maio, façamos ouvir a nossa voz bem alta nas concentrações e desfiles da CGTP-IN em todo o País!

 

+Informações

Publicado o CCT para o comércio retalhista do Algarve

 

Concluídas as negociações com a ACRAL, com a actualização dos salários e outras remunerações com retroactivos a 1 de Janeiro de 2022.

 

Consulta a tabela salarial.

 

+Tabela salarial e outros valores

ACT BRISA 2022: CESP chega a acordo de princípio

 

  • Aumento de 2% para a tabela salarial (com arredondamento ao euro superior) e restantes cláusulas de expressão pecuniária; 
  • Limite das diuturnidades passa para 40% do vencimento base;
  • Subsídio de Função de 50€ para Operadores de comunicações que prestam serviço no CCO;
  • Subsídio de Função de 50€ para Operadores de portagem que prestam serviço no COP;
  • Subsídio de Função alargado aos Operadores principais de portagem que prestam serviço no COP;
  • Empresa assume o compromisso do pagamento de categoria superior para os ajudantes de obra civil;
  • Alteração tabela salarial, administrativos operacionais;
  • Gratificação extraordinária nos moldes dos anos anteriores;
  • Cláusula inspecção automóvel, vigência até 31 de Maio de 2023;
  • Vales Sociais.

 

+Informações

Fundação Bernardo Barbosa de Quadros não cumpre com os direitos dos Trabalhadores

 

O CESP (Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal) pediu uma reunião à Fundação Bernardo Barbosa de Quadros, em Sever do Vouga.

 

Nesta reunião, que ocorreu a 4 de Abril, participaram duas dirigentes do CESP e a delegada sindical deste local de trabalho, bem como o Presidente e Secretária da Fundação.

 

+Informações

Trabalhadores da EMEL vão sair à rua dia 22 de Abril!

 

No Plenário de Trabalhadores do passado dia 5 de Abril, os trabalhadores foram confrontados com a resposta ao Caderno Reivindicativo por parte da Administração da EMEL.

 

O Conselho de Administração (CA) da EMEL rejeitou a grande maioria das propostas apresentadas.

 

Os trabalhadores da EMEL, que são os que produzem a riqueza, estão indignados e acham inaceitável que a empresa responda aquém do que é possível e necessário! Exigem aumentos salariais dignos que respondam ao brutal aumento do custo de vida e a valorização das carreiras e profissões. 

 

+Informações

ACT BRISA 2022: Prioridades para os trabalhadores

 

Com o aproximar do fim do processo, o CESP reitera as suas prioridades para um acordo global.

 

Para a tabela salarial as empresas evoluem para 1,8%.

CESP propõe 32€ para todos os trabalhadores.

 

+Informações

Trabalhadores do Hospital da Luz de Lisboa aprovam por unanimidade Greve no dia 26 de Abril!

 

Face à recusa por parte do Hospital da Luz em valorizar condignamente os salários, as carreiras e categorias de todos os trabalhadores, assim como, recusar discutir a aplicação imediata do CCT subscrito pelo CESP, o que está a penalizar fortemente os baixos salários que se auferem, foi aprovado por unanimidade a marcação de um dia de luta com a marcação de Greve para o dia 26 de Abril, para os trabalhadores do distrito de Lisboa e a realização de piquete de greve à porta do Hospital da Luz.

 

+Informações

ACT BRISA 2022: CESP na defesa dos trabalhadores

 

Iniciada a fase informal do processo, o CESP reafirma as suas prioridades.

 

Para a tabela salarial as empresas evoluem para 1,7%.

CESP propõe 34€ para todos os trabalhadores.

 

+Informações

Greve no LIDL contra trabalho no Domingo de Páscoa

 

O LIDL decidiu abrir no Domingo de Páscoa.

 

Trabalhar ao domingo é anormal e não faz sentido nos tempos que correm.

O descanso ao domingo é um direito do trabalhador ao lazer e ao tempo com a família.

 

O Lidl mostra mais uma vez que a ganância dos lucros sobrepõe-se ao bem estar familiar dos seus trabalhadores.

 

O “Vírus da Ganância e do Lucro” está de tal modo enraizado na Direcção do Lidl, que parece mais difícil de combater que o próprio COVID-19.

 

+Informações

ACT BRISA 2022: Melhor e mais justa distribuição do rendimento

 

Para a tabela salarial as empresas evoluem para 1,5%.

 

CESP propõe 36€ para todos os trabalhadores e mantém o fim da limitação dos 25% nas diuturnidades.

 

+Informações

ACT BRISA 2022: A injustiça continua...

 

No contexto da actual crise que se vive a empresa avança para a tabela salarial com um aumento de 1,2%.

 

O CESP mantém o aumento de 40€ em valor nominal para todos os trabalhadores e o fim da limitação dos 25% nas diuturnidades.

 

+Informações

O aumento do salário na EMEL é justo, possível e necessário!

 

Reunião 14 de Março

 

Na reunião de dia 14 de Março, a EMEL apresentou nova proposta para os salários de 15€ para cada trabalhador.

 

Relativamente ao conjunto das outras matérias do Caderno Reivindicativo (CR) disse o seguinte:

  • DIUTURNIDADES – não aceitam;
  • AUMENTO DO SUBSÍDIO DE REFEIÇÃO – não aceitam;
  • AUMENTO DOS SUBSÍDIOS DE TURNO – disponíveis para aumentar a percentagem (para 15%) para quem trabalha de 2ª a domingo das 00h às 24h, mas apenas para aqueles que por norma fazem rotação por todos os turnos da laboração contínua;
  • 25 DIAS DE FÉRIAS – ainda sem resposta;
  • DIA DE ANIVERSÁRIO – ainda sem resposta;
  • AUMENTO SUBSÍDIO TRANSPORTE DE VALORES – ainda sem resposta;
  • PASSE NAVEGANTE METROPOLITANO – ainda sem resposta.

 

Mais uma vez afirmámos que estes valores são muito insuficientes e que estão longe de responder às necessidades e reivindicações dos trabalhadores, bem como às possibilidades que a EMEL tem de aumentar de forma significativa e digna os salários dos trabalhadores.

 

+Informações

ACT BRISA 2022: A conta-gotas… 

 

A empresa avança com um aumento de 1,1% para a tabela salarial.

 

O CESP mantém disponibilidade para negociar valores justos para os trabalhadores: propomos 40€ de aumento.

 

+Informações

Negociação do Caderno Reivindicativo de 2022 na EMEL

 

Foi com toda a firmeza que reclamámos uma reapreciação não só dos valores de aumento salarial apresentados pela empresa assim como a inclusão duma contraproposta por parte da EMEL às demais matérias constantes no Caderno Reivindicativo!

 

Perante a posição do CESP, a EMEL propôs o agendamento de nova reunião de negociação para o dia 14 de Março, na qual esperamos uma resposta às matérias sobre as quais não se pronunciaram, bem como uma alteração significativa dos valores apresentados para os aumentos salariais.

 

+Informações

Gato preto filiou-se na APED para mudar o CCT que aplica

 

Nenhum trabalhador pode ser prejudicado com a mudança. verifica o teu próximo recibo!

 

Fruto da filiação da empresa na associação patronal das empresas de distribuição - APED, o Contrato Colectivo de Trabalho que se aplica aos trabalhadores irá mudar.

 

Baixar o rendimento mensal e anual dos trabalhadores é ilegal! Fica atento a qualquer alteração no teu recibo de vencimento!

 

+Informações

ACT 2022: para trabalho igual, salário igual

 

Para a tabela salarial a empresa avança com 0,7%

 

CESP mantêm a sua proposta inicial de 90€ de aumento mínimo para todos os trabalhadores e 5% de aumento nas clausulas de expressão pecuniária.

 

+Informações

Grupo Privado Saúde obrigado a pagar diuturnidades e aplicar CCT!

Decisão Judicial dá razão ao CESP!

 

Como sempre afirmámos, a Convenção Colectiva de Trabalho (CCT) subscrita pela FEPCES, publicada no BTE nº43 de 22/11/2000, está em vigor e tem de ser aplicada aos trabalhadores sindicalizados no CESP.

 

Mas a Luta tem de continuar pela negociação de uma nova convenção colectiva onde seja salvaguardada nomeadamente as diuturnidades e as carreiras dos trabalhadores, bem como exigir do governo que seja reposto o direito de contratação colectiva, eliminando definitivamente a caducidade.

 

+Informações

ACT Brisa 2022: A mesma indisponibilidade

 

As empresas:

  • Rejeitam as propostas do CESP de 25 dias de férias;
  • Rejeitam as propostas de novas diuturnidades e a eliminação do limite de 25% sobre o ordenado base;
  • Rejeitam dia de tolerância de ponto.

 

+Informações

EMEL: Vale a pena Lutar!

 

A persistência e luta dos trabalhadores deu resultado: objectivos quantitativos retirados da avaliação de desempenho!

 

Valorizamos muito esta decisão da EMEL, em resposta a uma das principais exigências dos trabalhadores, que não teria sido possível sem a força, determinação e a união dos trabalhadores em conjunto com o seu sindicato de classe, o CESP.

 

Ficou agendada nova reunião para o dia 3 de Março, com o compromisso por parte da empresa de dar resposta às restantes matérias do caderno reivindicativo dos trabalhadores da EMEL.

 

+Informações

Trabalhadoras do Pingo Doce da Malveira não baixam os braços

 

As trabalhadoras do Pingo Doce da Malveira e o CESP não desistem e com persistência exigem à empresa para que lhes seja facilitado Condições de Trabalho adequadas à sua condição física e capacidade reduzida.

 

O Sindicato esteve uma vez mais ao lado das Trabalhadoras, que agora vêm o seu posto de trabalho adaptado, nomeadamente, com os assentos nas caixas Selfies, uma vez que exercem funções em posto de trabalho fixo.

 

+Informações

Worten aumenta o trabalho mas não aumenta o salário

 

Os trabalhadores no Plenário de dia 8 de Fevereiro exigiram resposta positiva ao Caderno Reivindicativo para 2022.

 

O plenário teve participação massiva dos trabalhadores e aprovou uma resolução a mandatar o CESP para, em momento oportuno, emitir um pré-aviso de greve no período da Páscoa, caso não seja satisfatório o resultado de uma 2° reunião a marcar com a administração da Worten.

 

+Informações

Discriminação salarial e irregularidades têm que acabar no Pingo Doce!

 

O CESP enviou no inicio de Fevereiro oficio à empresa denunciando falhas e exigindo resoluções do Pingo Doce relativas a diversas questões laborais.

 

O CESP solicitou já o agendamento de uma reunião à DR do Pingo Doce com o objectivo de debater todas estas questões e de encontrar solução para os vários problemas identificados.

 

A unidade de todos os trabalhadores para resolver todas estas questões é fundamental.

 

+Informações

Novos Salários no Comércio a Retalho de Aveiro com efeitos a 1 de Janeiro de 2022

 

Apesar de no ano passado não ter sido possível ter salários actualizados em Janeiro de 2021 (apenas se aplicou a Agosto), este ano está concluído e já publicado em BTE (Boletim do Trabalho e Emprego) o processo de negociação do CCT (Contrato Colectivo de Trabalho) para o Comércio Retalhista de Aveiro.

 

Mesmo com as dificuldades acrescidas durante estes dois últimos anos, foi possível um acordo entre o CESP e a ACA (Associação Comercial de Aveiro), com aumento de salários e sem a retirada de nenhum direito aos trabalhadores.

 

Tabela Salarial

Rádio Popular não cumpre com as Convenções Colectivas

 

O CESP efectuou um pequeno levantamento dos vários incumprimentos da Rádio Popular aos Contratos Colectivos de Trabalho para o Comércio Retalhista de cada Região.

 

+Informações

DHL não respeita a liberdade sindical

 

Os Trabalhadores da DHL não estão obrigados a informar a chefia se vão aderir ou não á Greve ou se vão participar nos plenários.

 

Na DHL, os trabalhadores são frequentemente pressionados para informar se vão fazer Greve ou se vão participar nos plenários.

 

O CESP/Sindicato esclarece que ninguém tem que dar a conhecer previamente a sua posição e que qualquer exigência nesse sentido é ilegal.

 

+Informações

Trabalhadores da ETCP Supply Chain recebem o Salário Mínimo Nacional

 

Os trabalhadores reivindicam:

  • Aumento de 90€/mês (3€/dia) para todos os trabalhadores, bem como a valorização dos trabalhadores, das suas carreiras e qualificações adquiridas.

 

Não nos demitimos do nosso papel de dinamizar a luta por melhores salários, por horários dignos, por mais e melhores condições de trabalho nos armazéns.

 

+Informações

Os Trabalhadores e o CESP têm razão! Tribunal obriga Hospital da Luz, SA a pagar diuturnidades e aplicar CCT!

 

O CESP sempre afirmou que a Convenção Colectiva de Trabalho (CCT) subscrita pela FEPCES, publicada no BTE nº43 de 22/11/2000, estava em vigor e que a mesma tem de ser aplicada aos trabalhadores sindicalizados no Sindicato.

 

Apesar das diversas tentativas de diálogo por parte do sindicato, o Hospital da Luz, SA sempre se recusou a aplicar o CCT de modo a prejudicar os trabalhadores nos seus direitos e a terem uma perda substancial dos seus baixos salários, ao mesmo tempo que aumentam cada vez mais os seus lucros.

 

Com a publicação da Lei n.º 11/2021, conseguida através de Luta, da CGTP-IN e do CESP, ficaram suspensos, durante 24 meses, os prazos de sobrevigência das Convenções Colectivas de Trabalho. Ou seja, não podem caducar as Convenções Colectivas de Trabalho neste período.

 

Mas a Luta tem de continuar até que seja reposto o direito de contratação colectiva, eliminando definitivamente a caducidade.

 

+Informações

Aumentos anunciados são ofensivos para os Trabalhadores da DIA Portugal

 

A DIA Portugal irá aumentar os salários em proporção dos 40€ de aumento do Salário Mínimo Nacional.

 

Como não bastasse o aumento insuficiente, este será feito de forma faseada ao longo do ano em 3 momentos diferentes (Janeiro, Maio e Setembro).

 

Só a 3 meses do fim de 2022 é que os trabalhadores irão ver a totalidade deste aumento.

 

A Comissão Sindical do CESP entende que estes aumentos não são suficientes para compensar a perda de rendimentos dos últimos anos e para dignificar os salários dos trabalhadores da DIA Portugal. 

 

+Informações

Reunião com a CARRERAS

 

A CARRERAS, através dos seus representantes, começou por fazer um resumo da situação económica e da actividade da empresa durante o ano 2021.

 

A empresa, alterou o Contrato Colectivo de Trabalho para o Contrato Colectivo entre a Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias - ANTRAM e outra e a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações - FECTRANS e outros.

 

O CESP/Sindicato vai realizar acções de informação e esclarecimento junto dos trabalhadores da CARRERAS, como plenários e contactos, para exigir:

  • Reposição do direito aos 25 dias de férias;
  • Aumentos salariais 90€ (3€/dia) para todos, bem como a valorização dos trabalhadores, das suas carreiras e qualificações adquiridas.

 

+Informações

Insistência no Banco de Horas no Centro Hospital São Francisco

 

Um ano depois da grande resposta dada pelos trabalhadores do Centro Hospitalar S. Francisco ao recusarem a implementação do banco de Horas votando NÃO no referendo, vem agora o Conselho de Administração (CA) tentar repetir o referendo para novamente tentar implementar um Banco de Horas Grupal.

 

Os problemas de gestão do Centro Hospitalar S. Francisco não se resolvem aumentando a duração da jornada de trabalho diária e com mais desregulação dos horários de trabalho!

 

O que o Centro Hospitalar S. Francisco precisa é de contratar mais trabalhadores e pagar o trabalho suplementar conforme o Contrato Colectivo de Trabalho!

 

+Informações

Os trabalhadores do comércio a retalho de Torres Vedras exigem a revisão da tabela salarial para 2022

 

Na proposta patronal entregue ao Sindicato na última reunião, os trabalhadores estão com mais de metade da tabela salarial (até ao Nível 8) absorvida pelo Salário Mínimo Nacional (705€).

 

O CESP exige que ACIRO tome opções que promovam a recuperação do poder de compra da população, e a melhoria dos salários dos trabalhadores do comércio de Torres Vedras.

 

Iremos também apresentar uma contra proposta que dignifique o trabalho e os trabalhadores, valorizando as carreiras profissionais e as competências adquiridas.

 

+Informações

Reunião com a DHL

 

Realizou-se no dia 17 de Janeiro, a reunião com a Direcção para a discussão do Caderno Reivindicativo dos Trabalhadores dos Armazéns da DHL Supply Chain para 2022. 

 

Proposta Patronal:

  • Entrada = 705€ (SMN) 
  • + 1 ano = 717€ (SMN + 12€)
  • + 5 anos = 727€ (SMN + 22€)
  • + 10 anos = 737€ (SMN + 32€) 
  • + 15 anos = (Sem Proposta) 
  • + 20 anos = (Sem Proposta)
  • Subsídio de Alimentação = + 1,3%/mês

 

Foi com a luta que a empresa avançou com a proposta já para Janeiro, embora insuficientes para responderem à valorização dos salários que o distancie do Salário Mínimo Nacional.

 

+Informações

Prossegue a negociação do CCT da Associação Portuguesa de Mutualidades onde o Montepio Rainha D. Leonor está filiado.

 

É um processo difícil, mas estamos determinados a conseguir um CCT que permita a actualização dos salários e melhoria dos direitos dos trabalhadores.

 

No entanto, em 2016, o Montepio Rainha D. Leonor assumiu perante os trabalhadores que, enquanto não existisse um CCT para as Mutualidades, aplicaria o CCT das Instituições Particulares de Solidariedade Social.

 

Como o Montepio não está a cumprir com a sua palavra (actualização salários, pagamento subsídio de turno, pagamento diuturnidades, férias, etc.), iremos entregar um abaixo assinado a exigir o imediato cumprimento do compromisso assumido ou teremos de ponderar outras formas de luta, estando em cima da mesa todas as possibilidades.

 

+Informações

Revisão ACT Brisa 2022

Envio de proposta

 

90€ de aumento mínimo para todos os trabalhadores

5% aumento nas cláusulas de expressão pecuniária

 

Os trabalhadores da Brisa exigem ver reflectidos nos seus vencimentos o esforço da contribuição prestada no desenvolvimento da empresa e para as brutais mais-valias realizadas pelos principais accionistas.

 

Proposta de revisão

Caderno Reivindicativo Trabalhadores da ITX para 2022

 

A ITX Portugal retorna a máximas históricas em dividendos.

 

Subiram, no semestre entre Fevereiro e Julho de 2021, para os 1,27 mil milhões de euros.

 

Em comparação com igual período de 2020, a subida das vendas foi de 49%.

 

É urgente valorizar os trabalhadores e as carreiras!

 

Foi elaborado o caderno reivindicativo, com proposta de reunião já para o dia 24 de Janeiro com os responsáveis da empresa, de forma a discutirmos o mesmo.

 

Caderno Reivindicativo

Cumprirá o El Corte Inglés com os aumentos salariais?

 

No passado dia 9 de Dezembro, o sindicato esteve reunido com a empresa para se discutir aquelas que são as reivindicações dos trabalhadores do El Corte Inglés para 2022.

 

Foi-nos dito que o foco principal, neste momento, são os aumentos salariais.

 

Embora todos os pontos do Caderno Reivindicativo fossem falados, um por um, ficou claro que, pelo menos para já, não haverá novidades a não ser no que diz respeito aos salários.

 

Sendo este o tema mais importante para os trabalhadores, ficamos na expectativa daquilo que a empresa irá fazer, tendo em conta os seus 142 MILHÕES de LUCRO.

 

Será que finalmente vão valorizar os seus trabalhadores, sem discriminações, respeitando as carreiras profissionais, contempladas no Contrato Colectivo de Trabalho?

 

+Informações

Revisão do Contrato Colectivo de trabalho dos trabalhadores do sector retalhista de Leiria

 

Está concluído o processo de negociação do contrato colectivo de trabalho para os trabalhadores do comércio retalhista de Leiria.

 

Houve revisão da tabela salarial e de outras matérias pecuniárias, que tem efeitos a partir de 1 de Junho de 2021.

 

Tabela Salarial 2021

Governo continua a optar pela desvalorização dos Trabalhadores! 

 

Esta publicação é da única e exclusiva responsabilidade do Governo. 

 

É inadmissível que seja publicada no fim do ano, com efeitos apenas a partir de 1 de Outubro de 2021, quando os bens essenciais são actualizados em Janeiro.

 

Este Governo continua a saga de Governos anteriores optando pela desvalorização dos salários e das carreiras profissionais e este processo é bem exemplo disso.

 

+Tabela Salarial 2021

Garante os teus direitos. Sindicaliza-te

Tel: 222 074 200

Fax: 222 037 674

Folheto
LUPA FINAL.jpg
JPG Image 549.9 KB
CGTP-IN
Garante os teus direitos. Sindicaliza-te

Contactos CESP
CESP Notícias
Interjovem - CESP Jovem