ACTUALIZADOS OS SALÁRIOS E OUTRAS PRESTAÇÕES PECUNIÁRIAS DA PORTARIA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO (PCT) PARA OS TRABALHADORES ADMINISTRATIVOS

 ACTUALIZADOS OS SALÁRIOS E OUTRAS PRESTAÇÕES PECUNIÁRIAS DA PORTARIA DE CONDIÇÕES DE TRABALHO (PCT) PARA OS TRABALHADORES ADMINISTRATIVOS

A PCT para os Trabalhadores Administrativos foi finalmente publicada no Diário da República 1ª  Série nº 209 de 29 de Outubro de  2015.

 

A PCT agora publicada produz efeitos a 1 de Outubro de 2015 (primeiro dia do mês da sua publicação), e contempla:

• Aumento de 1,7% na tabela salarial (ver verso)

• Subsídio de alimentação passa para 4€ (+ 0,55€)
• Diuturnidades (3% do nível VII da tabela) = 18,60€ cada até um máximo de 5 diuturnidades, que acrescem à retribuição efectiva


Vamos continuar a exigir o aumento dos salários e a melhoria das condições de vida e de trabalho dos trabalhadores administrativos e, para isso, logo que possível iremos oficiar o Ministério para a constituição da comissão técnica que elabore a proposta de revisão da PCT para 2016.


Neste momento em que a luta dos trabalhadores e das populações foi decisiva para pôr o PSD/CDS em minoria, é hora de mudar de política e pôr a economia ao  serviço dos trabalhadores, do povo e do progresso social!


+ informação

Folha Sindica PCT Trab Administ 2015.pdf
Adobe Acrobat Document 303.7 KB

Portaria de Condições de Trabalho (PCT) para os Trabalhadores Administrativos

Aumento dos Salários dos Trabalhadores Administrativos

A Comissão Técnica do Ministério do Trabalho para a revisão de 2015 da PCT para os Trabalhadores Administrativos finalmente reuniu após 4 anos sem qualquer actualização da tabela salarial (apesar da insistência e pressão constante do CESP/FEPCES para a sua constituição, a última revisão da PCT foi em 2011,  publicada em 2012 e com efeitos a 1 de Abril 2012).


Depois de realizar duas reuniões, a CT procedeu á consulta das associações sindicais e patronais (dias 15 e 30 de Junho), concluiu os seus trabalhos. A proposta que a Comissão Técnica vai apresentar ao
Governo é de 2% de aumento para a tabela salarial e 0,55 cêntimos de aumento no subsidio de alimentação (passando para 4€) por cada dia de trabalho.

 

O CESP/FEPCES apresentou como propostas para a revisão da PCT o aumento de 30 euros em todos os níveis salariais e de 0,55 cêntimos no subsídio de refeição com produção de efeitos a 1 de Janeiro 2015. + informação

Folha Sindica PCT Trab Administrativos 2
Adobe Acrobat Document 180.3 KB
Garante os teus direitos. Sindicaliza-te

Contactos CESP
CESP Notícias
Interjovem - CESP Jovem
CGTP-IN