Concentração dos trabalhadores da Brisa 14 de Junho

 

A partir das 8h, os trabalhadores da Brisa vão estar na portagem de Carcavelos.

 

Os trabalhadores exigem:

  • Aumento dos salários em 90€ (3€/dia)
  • Melhor e mais justa distribuição do rendimento
+Informações
brisajun22.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

90€ para todos os trabalhadores: A luta dos trabalhadores da Brisa é para continuar

 

É urgente a reposição do poder de compra perdido dos últimos anos.

 

Por uma sociedade melhor e mais justa, o CESP reitera ser necessário aumentar os salários em 90€ para todos os trabalhadores.

+Informações
brisamai22.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

ACT 2022: CESP chega a acordo de princípio

 

  • Aumento de 2% para a tabela salarial (com arredondamento ao euro superior) e restantes cláusulas de expressão pecuniária; 
  • Limite das diuturnidades passa para 40% do vencimento base;
  • Subsídio de Função de 50€ para Operadores de comunicações que prestam serviço no CCO;
  • Subsídio de Função de 50€ para Operadores de portagem que prestam serviço no COP;
  • Subsídio de Função alargado aos Operadores principais de portagem que prestam serviço no COP;
  • Empresa assume o compromisso do pagamento de categoria superior para os ajudantes de obra civil;
  • Alteração tabela salarial, administrativos operacionais;
  • Gratificação extraordinária nos moldes dos anos anteriores;
  • Cláusula inspecção automóvel, vigência até 31 de Maio de 2023;
  • Vales Sociais.
+Informações
brisaabr22 - 3.pdf
Adobe Acrobat Document 1.1 MB

ACT BRISA 2022: Prioridades para os trabalhadores

 

Com o aproximar do fim do processo, o CESP reitera as suas prioridades para um acordo global.

 

Para a tabela salarial as empresas evoluem para 1,8%.

CESP propõe 32€ para todos os trabalhadores.

 

+Informações
brisaabr22 - 2.pdf
Adobe Acrobat Document 1.1 MB

ACT BRISA 2022: CESP na defesa dos trabalhadores

 

Iniciada a fase informal do processo, o CESP reafirma as suas prioridades.

 

Para a tabela salarial as empresas evoluem para 1,7%.

CESP propõe 34€ para todos os trabalhadores.

+Informações
brisaabr22.pdf
Adobe Acrobat Document 1.1 MB

ACT BRISA 2022: Melhor e mais justa distribuição do rendimento

 

Para a tabela salarial as empresas evoluem para 1,5%.

 

CESP propõe 36€ para todos os trabalhadores e mantém o fim da limitação dos 25% nas diuturnidades.

+Informações
brisamar22 - 4.pdf
Adobe Acrobat Document 1.0 MB

ACT BRISA 2022: A injustiça continua...

 

No contexto da actual crise que se vive a empresa avança para a tabela salarial com um aumento de 1,2%.

 

O CESP mantém o aumento de 40€ em valor nominal para todos os trabalhadores e o fim da limitação dos 25% nas diuturnidades.

 

+Informações
brisamar22 - 3.pdf
Adobe Acrobat Document 1.5 MB

ACT BRISA 2022: A conta-gotas… 

 

A empresa avança com um aumento de 1,1% para a tabela salarial.

 

O CESP mantém disponibilidade para negociar valores justos para os trabalhadores: propomos 40€ de aumento.

 

+Informações
brisamar22 - 2.pdf
Adobe Acrobat Document 1.0 MB

ACT BRISA 2022: A “evolução”...

 

A evolução para a tabela salarial das empresas resultante da última reunião ACT, foi nada mais nada menos que 0,2pp, perfazendo um total de 0,9% de aumento para todos os trabalhadores.

 

O CESP está disposto a uma negociação justa e célere que não prive os trabalhadores por muito mais tempo daquilo a que têm direito e ajusta a sua proposta inicial para 65€ de aumento para todos os trabalhadores.

 

+Informações
brisamar22.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

ACT BRISA 2022: para trabalho igual, salário igual

 

Para a tabela salarial a empresa avança com 0,7%

 

CESP mantêm a sua proposta inicial de 90€ de aumento mínimo para todos os trabalhadores e 5% de aumento nas clausulas de expressão pecuniária.

+Informações
brisafev22 - 3.pdf
Adobe Acrobat Document 1.1 MB

ACT Brisa 2022: A mesma indisponibilidade

 

As empresas:

  • Rejeitam as propostas do CESP de 25 dias de férias;
  • Rejeitam as propostas de novas diuturnidades e a eliminação do limite de 25% sobre o ordenado base;
  • Rejeitam dia de tolerância de ponto.
+Informações
brisafev22.pdf
Adobe Acrobat Document 1.1 MB

Revisão ACT Brisa 2022

Envio de proposta

 

90€ de aumento mínimo para todos os trabalhadores

5% aumento nas cláusulas de expressão pecuniária

 

Os trabalhadores da Brisa exigem ver reflectidos nos seus vencimentos o esforço da contribuição prestada no desenvolvimento da empresa e para as brutais mais-valias realizadas pelos principais accionistas.

Proposta de revisão
brisajan22.pdf
Adobe Acrobat Document 4.7 MB

Os trabalhadores da BRISA exigem ser ouvidos!

 

Face à indisponibilidade da empresa em ouvir os representantes dos trabalhadores e suas justas reivindicações o CESP viu-se obrigado a solicitar a intervenção do ministério do trabalho.

 

O CESP lamenta que a chegada da nova administração tenha, pelos vistos, alterado o espírito de diálogo e a postura construtiva que sempre existiu para com esta organização de trabalhadores.

 

Depois de muita insistência do CESP a empresa finalmente regularizou os valores em falta para assistência a filhos menores relativos a 2016.

FORAM FINALMENTE PAGOS EM SETEMBRO DE 2021. 

+Informações
brisanov21.pdf
Adobe Acrobat Document 1.4 MB

Acordos para dois anos não são solução na Auto-Estradas do Atlântico

 

O recém celebrado Acordo Colectivo de Trabalho entre a empresa e a única organização sindical presente (por exclusão inaceitável do CESP), não responde às reais necessidades dos trabalhadores da AEA/GEIRA.

 

Os salários e os direitos devem ser revistos anualmente.

 

A pandemia não pode continuar a servir como pretexto para se adiar a vida dos trabalhadores. 

 

Nas empresas do sector, os aumentos verificados foram superiores aos acordados pela AEA/GEIRA.

+Informações
aeaago21.pdf
Adobe Acrobat Document 2.9 MB

Foi concluída a negociação do Acordo de Empresa da Autoestradas do Norte Litoral

 

Novos Salários desde 1 de Janeiro de 2021

 

MATÉRIAS ACORDADAS

  • Aumentos salariais em 1%
  • Aumento do subsídio de refeição em 0,10€
  • Criação do subsídio de turno de 45€/mês ao longo de 11 meses/ano

 

SALVAGUARDADO EM ACTA

  • Distribuição equitativa do trabalho suplementar
  • Alterações aos descritivos de funções

 

O acordo conseguido é positivo para os trabalhadores, mas é possível e justo que se consiga ir mais longe.

 

Só com a sindicalização e a unidade dos trabalhadores em torno dos seus direitos é possível aumentar a força negocial.

Tabela Salarial
aenljul21.pdf
Adobe Acrobat Document 1.6 MB

A AENL quer alterar prática de sempre, no pagamento do trabalho suplementar

 

O CESP reuniu com a Auto-Estradas do Norte Litoral (AENL), no passado dia 29 de Abril, para negociar o Acordo de Empresa (AE).

 

O CESP apresentou a sua proposta, com destaque das seguintes reivindicações:

  • Aumento de salário no mínimo de 90€ para todos, Subs. Refeição 7,63€ e Subs. Chamada 20€ - Em Negociação;
  • 25 dias de Férias— Não Aceite;
  • Subsídio de Risco no valor de 12% da retribuição— Não Aceite;

A AENL apresentou como contraproposta:

  • Subsídio de Refeição: + 0.10€, para 6,80€;
  • Subsídio de Turno: 40€/mês;
  • Aumento dos salários: 0.8%; 
  • Categoria Ajudante de Conservação e Manutenção: aumento médio de 3.42%, por força do aumento do Salário Mínimo Nacional.

E ainda exigiu as seguintes contrapartidas:

  • Introduzir na redacção da Cl16ª p2.: “… os quais serão objecto de aviso prévio mínimo de 24h”; 
  • Aumento do limite anual de trabalho suplementar de 175h para as 200h;
  • Alteração do descritivo de funções de algumas categorias, como já proposto em anos anteriores.

 

O CESP considera positivo a evolução da proposta da AENL relativamente à posição original, mas considera ainda insuficiente face às necessidades e exigências dos trabalhadores.

+Informações
aenlmai21.pdf
Adobe Acrobat Document 980.8 KB

BRISA: Segurança dos trabalhadores em primeiro lugar

 

O actual contexto da COVID-19 que infelizmente atravessamos exige que sejam tomadas todas as medidas que estiverem ao alcance da empresa que permitam reduzir o risco de contágio.

 

As máscaras de protecção individual estão desajustas face ao perigo que actualmente enfrentam os trabalhadores da empresa.

 

A segurança dos trabalhadores é uma das nossas prioridades.

 

Foi enviado um ofício à empresa no qual se exige a substituição das máscaras actualmente em vigor por modelos com maior capacidade de filtragem.

 

+Informações
brisaabr21.pdf
Adobe Acrobat Document 3.7 MB

Trabalhadores da AEA exigem segurança no trabalho

 

Tendo em conta os muitos acidentes na portagem de Loures, concessão das Autoestradas do Atlântico, que já provocaram ferimentos numa trabalhadora, o CESP alerta para a urgência da tomada de medidas que garantam condições de segurança para os trabalhadores.

+Informações
aeajan21.pdf
Adobe Acrobat Document 3.4 MB

BRISA: Exigimos que seja regularizados os valores em falta relativos a feriados

 

Apesar do avanço verificado no passado mês de Dezembro, após termos contactado os trabalhadores, salientamos que persistem pagamentos por efectuar.

 

Voltamos a reiterar o carácter de urgência num pagamento que deve ser generalizado a todos os trabalhadores, pondo fim a um comportamento discriminatório e injusto por parte da empresa, em nada compatível com aquilo que a lei e o acordo colectivo de trabalho prevêem.

+Informações
brisajan21.pdf
Adobe Acrobat Document 1.7 MB

Aos Trabalhadores da BRISA

 

Retomada a normalidade possível em virtude da grave situação de crise pandémica que ainda vivemos e os constrangimentos profundos que o estado de emergência impôs, o CESP saúda o profissionalismo demonstrado por todos os trabalhadores durante o período de confinamento.

 

O CESP congratula-se por as empresas do grupo Brisa terem respondido às exigências feitas pela DGS, bem como, às diligências por nós realizadas, procurando sempre salvaguardar a saúde de todos os trabalhadores.

 

 

No entanto, é do conhecimento do sindicato que a empresa pretende fazer regressar os trabalhadores do COP e CCO dispersos em diferentes barreiras de portagem aos seus locais de trabalho, concentrando dessa forma um número bastante numeroso de trabalhadores numa única localização. 

+Informações
brisaset20.pdf
Adobe Acrobat Document 1.1 MB

Novos Salários com efeito a 1 de Janeiro de 2020 na Lusoponte

 

Ficou concluída a negociação para a revisão dos salários para 2020.

 

Valores acordados:

 

      - Aumentos de 1% sobre os vencimentos da Tabela Salarial de 2019;
      - Fixação do subsídio de alimentação em 9,40€ por dia;
      - Fixação do abono para falhas de caixa em 1,96(5)€ por dia.

Tabela Salarial
lusopontemaio20.pdf
Adobe Acrobat Document 1.7 MB

Revisão ACT BRISA 2020

Info 6


Interrompidas as reuniões de negociação desde 12 de Março, devido à epidemia do COVID-19, no dia 8 de Abril retomamos as negociações e realizou-se a 9ª reunião, decorrendo de forma informal as partes puderam apresentar e defender as suas propostas.

 

Conforme sempre defendemos não existiam motivos para a paragem do processo negocial, garantindo as condições adequadas e cumprindo as orientações da DGS é perfeitamente possível avançar com as negociações que permitam chegar a um acordo que permita a melhoria das condições dos trabalhadores.

+Informações
actbrisa20206.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

Revisão ACT BRISA 2020

Info 5

 

Empresas cancelaram a 9ª reunião de negociação, agendada para o dia 19 de Março, com a evolução da epidemia do COVID-19 o processo negocial terá necessariamente de desenvolver-se noutros moldes.

 

Salientamos que poderia-se ter evoluído para um acordo em tempo útil. O processo negocial iniciou-se em Dezembro de 2019.


Mas as empresas iniciaram o processo  negocial sem qualquer proposta para os trabalhadores. Mantiveram em reuniões consecutivas proposta de 0% (ou seja: estagnação dos salários no melhor ano de sempre!), e noutras reuniões evoluíram a sua proposta uns míseros  0,1% com objectivo de prolongar o processo negocial e desgastar os representantes dos trabalhadores.


Lamentamos esta postura que inviabilizou a conclusão do processo negocial, até ao momento, apesar de todos os esforços da Comissão Negociadora Negocial.

+Informações
actbrisa20205.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

Lucros apenas para os accionistas na Via do Infante!

 

Trabalhadores exigem uma justa distribuição da riqueza e não aceitam a chantagem.


Após 4 reuniões de negociações e as empresas pouco ou nada tem para dar aos trabalhadores.


Depois do CESP fundamentar a necessidade de aumentos de salários para os trabalhadores e de não fazer sentido alterar os descritivos de funções dos trabalhadores, não podemos ceder ás alterações propostas pela empresa.


Caso contrário, deixamos de ter categorias diferenciadas, colocando em causa alguns postos de trabalho, a segurança e serviço prestado aos próprios utentes da via.

+Informações
viainfantemarço220.pdf
Adobe Acrobat Document 1.4 MB

Revisão ACT BRISA 2020

Info 4

 

Após a 7ª reunião de negociação directa está claro o que as empresas pretendem do processo negocial! Até porque já o referiram diversas vezes!

 

Para as empresas entramos num processo de negociação dissimulada, em que vai havendo propostas das partes, mas desde já é definido (pelas empresas) qual é o objectivo final da negociação. Para as empresas não podemos ultrapassar 0,9%, eventualmente 1% para os aumentos salariais!

 

Esta proposta e postura das empresas é inaceitável!

 

A Comissão Negociadora Sindical (CNS) FEPCES/CESP não entra em joguinhos, muito menos de fingimento! Não aceitamos o vale tudo!

+Informações
actbrisa20204.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

Revisão ACT BRISA 2020

Info 3

 

Realizada a 6ª reunião de negociação directa, empresas continuam a insistir no argumento único da Taxa de Inflação prevista pelo Banco de Portugal para 2020 para justificarem as propostas “mal amanhadas” que apresentam.

 

Os ganhos de produtividade, o aumento de tráfego e receita (ACIMA DE 6%) e o crescimento do lucro líquido em 2019 (204,5 milhões de euros), tudo é ignorado.

 

PROPOSTAS DA FEPCES E DAS EMPRESAS

+Informações
actbrisa20203.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

Revisão ACT BRISA 2020

Info 2

 

Após quatro reuniões de negociações directas, com uma proposta de aumento salarial de 0,3%, empresas tentam bloqueio do processo negocial!


A riqueza gerada pelas empresas está distribuída de forma cada vez mais desproporcional.


Os aumentos salariais não têm acompanhado a subida do Salário Mínimo Nacional (SMN) e brevemente vamos ter trabalhadores a auferirem o SMN e outros com vencimentos pouco acima.


Para contrariar este caminho, a CNS apresentou a seguinte proposta:

 

  • 4,7% de acréscimo na tabela salarial e cláusulas de expressão pecuniárias;
  • Garantir o aumento de 90€/mês a todos os trabalhadores;
  • Valor chamada (cláusula 27ª) - 10€.
+Informações
actbrisa20202.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

REALIZOU-SE NO DIA 17 DE JANEIRO DE 2020 A SEGUNDA REUNIÃO DE NEGOCIAÇÕES DO AE DA VIA DO INFANTE

 

Não podemos aceitar que a empresa apresente  proposta de aumento na tabela salarial de apenas 0,5%, quando:

  • É concessionária de uma via onde o número de utilizadores desta aumenta a cada ano, aumentando assim também os lucros para os accionistas.
  • Está implementada na região do Algarve, onde o custo de vida é superior ao resto do país.
+Informações
via infante fev 2020.pdf
Adobe Acrobat Document 2.8 MB

Revisão ACT BRISA 2020

Info 1


(16/01/2020) Realizada a segunda reunião do processo negocial para revisão do Acordo Colectivo de Trabalho (ACT) BRISA 2020 e continuamos sem qualquer proposta concreta das empresas.


A empresa que anunciou a intenção de vender 80% do seu capital social, segundo a imprensa, por um valor superior a 2 mil milhões de euros, ainda não apresentou qualquer proposta aos trabalhadores.

 

Demonstra que os fantásticos lucros resultantes de anos consecutivos com aumento de tráfego e receita nunca são suficientes!

+Informações
actbrisa20201.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

Revisão ACT BRISA 2020
Preparação Propostas


Publicada recentemente a revisão do ACT Brisa 2019, é necessário preparar as propostas de revisão do ACT Brisa para 2020.

 

Nos últimos anos, além da melhorias salariais conseguiu-se alguns avanços em pretensões antigas e com isto conseguiu-se valorizar o trabalho e os trabalhadores do Grupo Brisa.


Após a pressão e denúncia do sindicato, verificam-se novas contratações para sectores essenciais e onde não eram efectuadas novas contratações, por vezes há mais de uma década!

 


PARTICIPA!


As tuas reivindicações são as nossas! As de todos os trabalhadores do

Grupo BRISA


Vamos desenvolver contactos nos diferentes locais de trabalho para juntos discutirmos e actualizar-mos o Caderno Reivindicativo, donde sairão as propostas para a negociação do ACT 2020!

+Informações
brisaoutubro19.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

BRISA: AVANÇAR NA MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO E DE VIDA!


No seguimento do processo negocial da revisão do ACT BRISA 2019, os trabalhadores do Grupo continuam a lutar pela melhoria das condições de trabalho e vida.


Estando entregue uma parte das avaliações de desempenho referentes ao ano de 2018, já é possível fazer um balanço de mais um processo de avaliação.


Onde se constata que, mais uma vez, grande parte dos trabalhadores não se revê nesta avaliação!


O CESP está a recolher assinaturas de todos os trabalhadores para que seja possível alterar esta situação e contribuir para um sistema de avaliação objectivo, claro e justo.


Se não concordas com os moldes da avaliação de desempenho, subscreve o abaixo-assinado e vamos demonstrar às empresas que não abdicamos de participar na construção do sistema de avaliação!

+Informações e abaixo-assinado
brisajunho19.pdf
Adobe Acrobat Document 1.6 MB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019 - Comunicado Final

 

FEPCES/CESP CHEGA A ACORDO!

SEM PERDA DE DIREITOS!


A actualização de 1,8% para a Tabela Salarial permite alguma reposição do poder de compra dos trabalhadores, mas não é manifestamente condizente com a real capacidade financeira da empresa. Basta recordar que 2018 foi o melhor ano de sempre da BCR que aumentou o lucro líquido em 23,5% para 166,8 Milhões de euros!

 

Concluído este processo negocial é necessário continuar a luta pela satisfação das reivindicações que não foi possível, neste momento, concretizar!

 

Veja no anexo o acordo.

+Informação
brisamarço19fs8.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019 - 7

 

A 7 de Março realizou-se 9ª reunião de negociação da revisão do ACT para o Grupo Brisa.

 

Propõe aumentos salariais em linha com a taxa de inflação e esquece a perca de poder de compra que os trabalhadores sofreram na ultima década, além de negar todas as reivindicações que iriam permitir a resolução dos problemas que se arrastam à vários anos e concretizar as aspirações justas dos trabalhadores!


Vamos enviar um postal para a entidade certificadora da Empresa Familiarmente Responsável (EFR), com as reivindicações dos trabalhadores que a empresa teima em ignorar e denunciar esta postura inaceitável!

+Informação
brisamarço19fs7.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019 - 5


No dia 14 de Fevereiro decorreu a 6ª reunião de negociação da revisão do ACT para o Grupo Brisa.


Sendo o dia seguinte à apresentação dos resultados de 2018 para a Brisa Concessão Rodoviária (BCR), as empresas surpreenderam com um aumento de 0,1% sobre a sua proposta da reunião anterior! Ou seja, as empresas terminam esta reunião com uma proposta de actualização da tabela salarial de 1%.

+Informação
FSBrisaFevereiro20195.pdf
Adobe Acrobat Document 1.7 MB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019 - 4

 

AVANÇOS NAS PROPOSTAS DE EXPRESSÃO ECONÓMICA, E ESTAGNAÇÃO NA MELHORIA DO CLAUSULADO


Nos dias 1 e 7 de Fevereiro realizaram-se a 4ª e 5ª reunião de negociação da revisão do ACT para o Grupo Brisa.


Terminou-se a primeira abordagem à discussão das propostas de clausulado e iniciou-se a discussão das matérias de expressão económica.

 

Nesta fase foram explorados vários caminhos para concretizar as aspirações dos trabalhadores, referentes a:

  • Atribuição de 1 dia de tolerância de ponto anual para todos os trabalhadores;
  • Reposição dos 25 dias de férias.
+Informação
FSBrisaJaneiro20194.pdf
Adobe Acrobat Document 1.4 MB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019 - 3

 

NEGAÇÃO TOTAL DAS ASPIRAÇÕES DOS TRABALHADORES


Decorreu no  dia 24 de Janeiro a terceira (3ª) reunião de negociação da revisão do ACT para o Grupo Brisa. Prosseguiu-se a apresentação e debate das propostas de clausulado.


A novidade neste processo negocial é que agora o Grupo Brisa, alegadamente, conhece as prioridades dos trabalhadores?


E com este argumento  recusam todas as propostas apresentadas pela CNS FEPCES/CESP, supostamente porque não são as prioridade dos trabalhadores!


DAS PRIORIDADES DOS TRABALHADORES SABEM OS TRABALHADORES E O SEU SINDICATO DE CLASSE! A manter-se esta postura das empresas, SABEREMOS DAR UMA RESPOSTA À ALTURA!

+Informação
FSBrisaJaneiro20193.pdf
Adobe Acrobat Document 891.7 KB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019 - 2


Empresas ignoram propostas dos trabalhadores


No dia 17 de Janeiro realizou-se a segunda (2ª) reunião de negociação da revisão do ACT para o Grupo Brisa. No seguimento do protocolo negocial, a reunião centralizou-se na abordagem da fundamentação económica e das propostas de clausulado.


Empresas mantêm a sua proposta inicial de aumento de 0,5% para a tabela salarial e estão disponíveis para prorrogar, por mais um ano, a vigência das clausulas transitórias referentes aos vales sociais e inspecção automóvel. Não acolheram nenhuma das restantes propostas apresentadas!

+Informação
brisaneiro19fs2.pdf
Adobe Acrobat Document 1.5 MB

Revisão do Acordo Colectivo de Trabalho dos Trabalhadores do Grupo Brisa (ACT) 2019


Início do Processo Negocial


Realizada no dia 3 de Janeiro a reunião protocolar, no dia 10 de Janeiro iniciou-se as negociações directas para a revisão do ACT dos Trabalhadores do Grupo Brisa.


Começando mais cedo, a expectativa dos trabalhadores é que termine mais cedo.


Nos próximos comunicados daremos informação com maior detalhe destas e das restantes propostas levadas à mesa negocial. Assim como a disponibilidade da empresa para a concretização das mesmas!

+Informação sobre ACT, reunião com DRH e a renegociação do contrato de concessão
brisajaneiro19.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

Preparação Propostas Revisão ACT Brisa 2019


Na última revisão do ACT deram-se avanços nas pretensões dos trabalhadores e concretizaram-se algumas das reivindicações constantes no Caderno Reivindicativo, entregue em 2016. No entanto, muito está por concretizar. O momento é de exigir!


O argumento utilizado, até à exaustão, sobre os resultados financeiros, é como tapar o sol com uma peneira. A verdade é que o aumento dos lucros, ano após ano, evidencia a rentabilidade do Grupo Brisa e coloca a nu o facto de que muito deste lucro é conseguido à custa da redução do número de trabalhadores e da degradação das condições de trabalho.


Agora que os lucros atingem valores “pré-crise” e que as empresas do Grupo Brisa pretendem ser empresas familiarmente responsáveis é urgente rever estas situações!

 

28 de Novembro
REUNIÃO DO SECRETARIADO DAS AUTOESTRADAS - ALARGADA A TODA A ESTRUTURA
10H30 - Sede Nacional CESP

+Informação
brisanovembro18.pdf
Adobe Acrobat Document 1.3 MB

Trabalhadores AEA e GEIRA exigem participar na discussão e construção do seu ACT

 

Acordo Colectivo de Trabalho (ACT) Auto-Estradas do Atlântico e GEIRA


O CESP em 2001 e 2003 enviou proposta negocial ao qual nunca obteve resposta. De 2012 a 2014, o CESP tomou iniciativa de propor às Auto-Estradas do Atlântico (AEA) a adesão ao ACT existente negociado com outras estruturas sindicais. A AEA considerou sempre inoportuna a adesão.

Em 2018, após auscultar os trabalhadores, o CESP enviou uma nova proposta negocial, tendo as empresas recusado negociar alegando que o número de sindicalizados é muito reduzido.


Perante esta postura das empresas, na perspectiva da resolução da situação, o CESP requereu a intervenção dos serviços do Ministério do Trabalho e o inicio de um procedimento de resolução de conflitos.


Estamos a aguardar o agendamento da 1°reunião.

+Informação
Folha sindical AEA_Setembro18.pdf
Adobe Acrobat Document 317.0 KB

Informação nº9 - ACT BRISA

 

CESP CHEGA A ACORDO!

 

Na 10ª reunião de negociação do processo de revisão do ACT BRISA 2018, realizada a 20 de Abril de 2017, CNS FEPCES/CESP chegou a um acordo com as empresas.

 

Como resultado deste processo negocial:

  • Aumento de 2% para a tabela salarial e restantes cláusulas de expressão pecuniária; (com arredondamento ao euro superior);
  • Criação da letra E de Ajudante Obra Civil no valor de 930,00 euros com passagem garantida de no mínimo 35% dos trabalhadores na letra D (avaliação de 2015,2016,2017 para efeitos de progressão)
    Complemento do subsídio de doença com pagamento dos três primeiros dias para baixas iguais ou superiores a 30 dias;
    Inspecção automóvel, com período de vigência até Maio de 2019;
    Distribuição de Resultados (prémio) nos moldes dos anos anteriores;
  • Vales de refeição e subsídios para compensação de encargos familiares:
    Vales Sociais destinados ao pagamento de creches, jardins-de-infância e    lactários, no valor mensal de € 18 por cada dependente com idade inferior a sete anos;
    Uma prestação pecuniária, por cada dependente, no valor de:
     €122,50 para os dependentes que estejam a iniciar no ano lectivo de 2017/2018 a frequência do 1º ao 4º ano de escolaridade;
     €173,50 para os dependentes que estejam a iniciar nesse mesmo ano lectivo a frequência do 5º ao 12º ano de escolaridade;
      €224,50 para os dependentes, até ao limite de 25 anos, que estejam a frequentar o ensino universitário nesse mesmo ano lectivo.

 

Finalmente neste processo negocial, a FEPCES/CESP com a sua firmeza conseguiu uma reivindicação de longos anos com a criação de mais uma letra para o Ajudante O. Civil. Avanços na recuperação de direitos dos Trabalhadores para além de Tabela Salarial e Restante Pecuniária.
+Informação
info_ACT2018_9.pdf
Adobe Acrobat Document 314.1 KB

Informação a todos os Trabalhadores da MCALL, SA (Contact Center do Grupo Brisa)

 

 

Vale a Pena Lutar!

Alcançados Aumentos Salariais para 2018 para 2018

Os Trabalhadores da Mcall—Contact Center do Grupo Brisa, salientando-se a principal reivindicação do Caderno Reivindicativo apresentado o aumento do salário, alcançam com efeitos retroactivos a Janeiro de 2018 uma progressão na carreira inexistente até então, conforme se apresenta:

A luta por mais direitos continuará e mantendo-se o alvo da integração no IRCT aplicável à empresa.

Juntos Somos Mais Fortes! Informa-te junto do teu delegado(a) sindical!

+Informação
Mcall_Abril_2018.pdf
Adobe Acrobat Document 1.2 MB

Informação nº8 - ACT Brisa 2018

Após a 9ª reunião de negociação do ACT para grupo BRISA, realizada no dia 12 de Abril, vem a CNS da FEPCES/CESP fazer um ponto de situação do processo negocial:
Numa reunião que se esperava de evolução, empresas decidiram voltar atrás e insistir na proposta inaceitável de alteração do descritivo funcional dos Oficiais de Mecânica;
Objectivamente bloquearam a negociação com vista a vergar a CNS e os trabalhadores perante mais uma ofensiva contra os postos de trabalho.
Se havia dúvidas dos objectivos das empresas nesta reunião dissiparam-se todas!
Com várias reuniões empatar o processo negocial, eis que a BRISA dos tempos da troika está de volta! Afinal os 136 milhões de euros de lucros líquidos em 2017 (subiram 48,4% em relação ao ano 2016!)  não foram suficientes. Para 2018 e anos seguintes preparam-se mais lucros chorudos. E COMO?
Mais uma vez à custa dos trabalhadores e através da receita antiga! Reduzem-se mais uns postos de trabalho, sobrecarregam-se os restantes trabalhadores e degradam-se as condições de trabalho e vida.

 

EVOLUÇÕES PARA A TABELA SALARIAL:

  EMPRESAS – 1,4 %
  FEPCES/CESP – 3,1 % (com aumento mínimo de 40,00€)

 

Inacreditável, foi a segunda reunião consecutiva com empresas a promoverem evoluções de uma décima na sua proposta para a tabela salarial!
Agora com a agravante de só estarem disponíveis para um acordo caso seja aceite as alterações às funções do Oficial de Mecânica!
Ou seja: Através de uma chantagem querem esquecer todo o processo negocial e fazer vingar uma proposta inaceitável!
O objectivo: pretendem que o Oficial de Mecânica passe a desempenhar/acumular tarefas do Operador Principal e do Portageiro!
É lamentável a postura das empresas no processo negocial, no entanto já deveriam saber que a FEPCES/CESP não cede a chantagens!

 

UNIDOS IREMOS DAR UMA RESPOSTA ADEQUADA ÀS PROVOCAÇÕES DO GRUPO BRISA!

 

Próxima reunião agendada para dia  19 de Abril de 2018.

 

A CNS FEPCES/CESP

 

Repressão na Autoestradas do Atlântico

Nos últimos dias, a Autoestradas do Atlântico, empresa do Grupo BRISA e concessionária das auto-estradas A8 e A15, lançou mais uma ofensiva sobre os seus trabalhadores com vista a forçar o despedimento dos mesmos.

 

O estratagema foi o habitual: isolar o trabalhadores numa sala onde três chefias o intimidam com as mais diversas falácias.

 

A novidade foi a argumentação utilizada. Agora ameaçam-se os trabalhadores de alegados processos disciplinares com vista a despedimento com justa causa. Caso não pretendam ser alvo destes processos disciplinares devem aceitar a rescisão por mútuo acordo.

 

Denuncia junto do Sindicato qualquer comportamento indesejado com o objectivo de te perturbar ou constranger, afectar a tua dignidade, ou de te criar um ambiente intimidativo, hostil, degradante, humilhante ou desestabilizador.

 

Em 2016, o Grupo BRISA arrecadou um lucro líquido de 91,7M€. Só no 1º semestre de 2017, o lucro líquido foi de 48,7M€, mas perante accionistas insaciáveis, a coberto de uma qualquer medida de gestão, aproveita-se para cortar mais uns postos de trabalho e degradas ainda mais o serviço ao utente!

 

Juntos vamos fazer frente a mais esta ofensiva contra quem trabalha!

Autoestradas do Atlântico - Fevereiro 2018
Folha sindical AEA_Fevereiro18.pdf
Adobe Acrobat Document 283.7 KB

Grupo Brisa: Caderno Reivindicativo. Preparação de propostas para revisão do ACT 2018.

Em Dezembro de 2016 foi apresentado o Caderno Reivindicativo para o ano de 2017. Até ao momento foi possível concretizar algumas das reivindicações, onde se salienta o aumento da tabela salarial, mas no entanto ficou muito aquém do desejado pêlos trabalhadores.

 

O Grupo BRISA continua com dois discursos, um para o exterior onde propagandeia os aumentos brutais de tráfego e consequente aumento de lucros e outros para os trabalhadores onde continua o discurso miserabilista das dificuldades.

 

Os accionistas que em 2012 pagaram 2,76€ por acção ... até 2017 receberam mais de 3€ por de dividendos por cada acção!

 

Através deste discurso tentaram mascarar a real situação das empresa e ignorar a resolução dos problemas dos trabalhadores. Mais grave, com o aumento do tráfego aumentaram as cargas de trabalho sobre os trabalhadores e degradaram-se as condições de trabalho de alguns sectores.

 

Vamos desenvolver contactos com os trabalhadores para juntos, discutirmos e actualizarmos o Caderno Reivindicativo, donde sairão já as propostas para a negociação do ACT 2018!

 

Dia 24 de Novembro de 2017, reunião da Estrutura Sindical das Autoestradas! Faz chegar as tuas propostas ao teu delegado sindical!

Folha Sindical - Grupo Brisa - Novembro 2017
Folha sindical Brisa_Novembro17.pdf
Adobe Acrobat Document 1.4 MB

Reunião com a DRH Brisa

No dia 29 de Agosto o CESP reuniu com a DRH da BRISA, onde foram abordados diversos assuntos, salientando-se:

 

A recusa da Reditus em passar os trabalhadores com funções de Técnicos de Electrónica para os quadros da empresa. Face a esta situação, os trabalhadores e o seu sindicato de classe vão avançar com uma acção em tribunal.

 

O alerta para que os trabalhadores denunciem as situações de incumprimento e exijam o pagamento do trabalho suplementar de acordo com o definido no ACT.

 

E informações várias sobre a Brisa Gestão de Infraestruturas, como o facto de 100% do capital da empresa ser da BRISA, ou que os trabalhadores mantêm as mesmas condições do Fundo de Pensões.

Folha Sindical - Grupo Brisa - Outubro 2017
Folha sindical Brisa_Setembro17.pdf
Adobe Acrobat Document 93.9 KB

Novos Salários com efeitos a 1 de Abril de 2017 na Lusoponte

Ficou concluída a negociação para a revisão dos salários e subsídios para 2017. Os novos salários são processados em Abril de 2017. Em Maio ou Junho a diferença dos salários agora acordados e os pagos nos meses de férias de Janeiro a Março serão pagos sob a forma de prémio de carácter específico e extraordinário.

 

Valores acordados:

 

- Aumento de 1,2% sobre os vencimentos da Tabela Salarial de 2016, a partir de 1 de Abril de 2017, com arredondamento ao Euro superior;

- Fixação do abono para falhas de caixa em €1,86(5) por dia;

- Fixação do subsídio de alimentação em €8,92 por dia;

- Compromisso das partes em discutir no próximo ano carreiras profissionais e progressões;

FS Lusoponte - Maio 2017
Lusoponte.pdf
Adobe Acrobat Document 286.8 KB

Tel: 222 074 200

Fax: 222 037 674

Folheto
LUPA FINAL.jpg
JPG Image 549.9 KB
CGTP-IN
Garante os teus direitos. Sindicaliza-te

Contactos CESP
CESP Notícias
Interjovem - CESP Jovem